Windows 11 IoT Enterprise LTSC x Windows 11 Enterprise, Entenda as Diferenças e Porque na versão IoT o TPM 2.0 é Opcional!

Windows 11 IoT Enterprise LTSC x Windows 11 Enterprise, Entenda as Diferenças e Porque na versão IoT o TPM 2.0 é Opcional - BPV

Windows 11 IoT Enterprise é uma versão especializada do sistema operacional Windows 11 projetada para dispositivos de finalidade específica e casos de uso em que a funcionalidade e os recursos permanecem constantes durante a vida útil do dispositivo. Aqui estão algumas informações relevantes sobre as versões do Windows 11 IoT Enterprise:

  1. Windows 11 IoT Enterprise LTSC 2024:
    • Windows 11 IoT Enterprise LTSC 2024 é a versão mais recente e foi projetado para dispositivos especializados.
    • Ele oferece suporte a cada versão por 10 anos, garantindo que os recursos e a funcionalidade permaneçam consistentes durante esse período.
    • Novos recursos e capacidades são introduzidos em cada versão, e o Windows 11 IoT Enterprise LTSC 2024 não é exceção.
    • Alguns dos recursos notáveis incluem suporte a hardware mais recente, como Wi-Fi 6 e USB4.
    • Essa versão está disponível para fabricantes de dispositivos do Windows IoT Enterprise por meio de distribuidores autorizados.
  2. Windows 11 IoT Enterprise, versão 23H2:
    • versão 23H2 é uma atualização de recursos para o Windows 11 IoT Enterprise.
    • Ela inclui todas as atualizações da versão 22H2, além de alguns recursos novos e atualizados.
    • Esses recursos são valiosos para cenários de Internet das Coisas (IoT).
  3. Windows 11 IoT Enterprise, versão 21H2:
    • Essa versão é a próxima evolução do Windows para IoT e baseia-se na mesma base do Windows 10.
    • Muitas ferramentas e aplicativos usados no Windows 10 IoT Enterprise também podem ser usados no Windows 11 IoT Enterprise.
    • Windows 11 IoT Enterprise, versão 21H2 segue a Política de Ciclo de Vida Moderna e está disponível para fabricantes de dispositivos.

Em resumo, o Windows 11 IoT Enterprise oferece suporte a dispositivos especializados e garante estabilidade e consistência para casos de uso específicos! 

Agora Vamos às Diferenças!

Windows IoT Enterprise e o Windows Enterprise são duas edições diferentes do sistema operacional Windows, cada uma com foco em cenários específicos. Vamos explorar as diferenças entre elas:

  1. Windows IoT Enterprise:
    • Windows IoT Enterprise é projetado para dispositivos de finalidade específica e casos de uso em que a funcionalidade e os recursos permanecem constantes durante a vida útil do dispositivo.
    • Ele incorpora todos os recursos de IoT, mas inclui algumas pequenas diferenças de configuração na ativação.
    • Além disso, o Windows IoT Enterprise tem preços e termos de licenciamento diferentes em comparação com o Windows Enterprise padrão.
  2. Windows Enterprise:
    • Windows Enterprise é a edição completa do Windows, destinada a computadores pessoais e corporativos.
    • Ele oferece uma ampla gama de recursos, incluindo segurança avançada, gerenciamento de dispositivos, virtualização e muito mais.
    • Windows Enterprise é usado em ambientes de escritório, empresas, organizações governamentais e em computadores pessoais.
    • Diferentemente do Windows IoT Enterprise, o Windows Enterprise não é otimizado para dispositivos de finalidade específica, mas sim para uso geral.

Leia também: Menu Iniciar do Windows 11 Vai Mudar de Novo! Ele está recebendo um painel Companions Flutuante

O que Seriam Dispositivos de Finalidade Específica na Versão IoT

Dispositivos de finalidade específica são aqueles projetados para atender a uma tarefa ou função específica, em oposição a dispositivos de uso geral. Eles são criados com um propósito específico em mente e geralmente têm as seguintes características:

Leia também: Windows 11 KB5037002 Está Testando Novo Recurso de Guias Duplicadas no Explorador de Arquivos

Porque na Versão IoT Enterprise o TPM 2.0 é Opcional

Trusted Platform Module (TPM) 2.0 é uma tecnologia de segurança que oferece suporte a funções criptográficas e protege as chaves de criptografia, senhas e outros dados sensíveis em um dispositivo. No caso do Windows 11 IoT Enterprise, a opção de tornar o TPM 2.0 opcional pode estar relacionada a vários fatores:

  1. Flexibilidade de Hardware:
    • Alguns dispositivos especializados podem ser projetados para cenários específicos em que o uso do TPM não é necessário.
    • Permitir que o TPM 2.0 seja opcional oferece flexibilidade aos fabricantes de dispositivos, permitindo que eles escolham se desejam ou não incluir o módulo TPM em seus dispositivos.
  2. Custos e Requisitos de Hardware:
    • A inclusão do TPM 2.0 em um dispositivo pode aumentar os custos de fabricação.
    • Além disso, alguns dispositivos podem não atender aos requisitos de hardware para o TPM 2.0.
    • Tornar o TPM opcional permite que os fabricantes otimizem os custos e atendam aos requisitos específicos de seus dispositivos.
  3. Casos de Uso Específicos:
    • Alguns dispositivos IoT podem não lidar com dados altamente sensíveis ou não exigir a segurança adicional fornecida pelo TPM.
    • Por exemplo, dispositivos industriais específicos podem não precisar do TPM, enquanto dispositivos de pagamento ou autenticação biométrica podem exigir sua presença.

Em resumo, a opção de tornar o TPM 2.0 opcional no Windows 11 IoT Enterprise permite que os fabricantes personalizem seus dispositivos de acordo com os requisitos específicos de cada caso de uso.

Fique ligado em nosso site e no Canal BPV Oficial no Youtube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.