A nova versão do Windows 10 já chegou em alguns canais de distribuição. E como de costume a Microsoft vai liberando aos poucos a nova atualização para os usuários. Esse novo ciclo entra agora em uma nova fase que promete dar menos problemas que as versões anteriores. O que podemos esperar? Temos novos recursos? E as melhorias? Tudo que você precisa saber está nesse artigo!

Fonte: BPV/Reprodução

2004 20H1

Apresentada ao público como Windows 10 20H1 ou 2004, segue o que já sabia sobre essa versão desde o seu anúncio. A numeração escolhida 2004 foi escolhida para não confundir os usuários com a versão Serve 2003.

Essa nova build 19041 chega para todos em Abril (assim a Microsoft mantém o ciclo padrão) como foi feito no ano de 2018 duas grandes atualizações no ano (Abril e Outubro). Até o momento temos uma versão liberada para empresas poderem fazer seus testes e enviar feedback para a gigante, estratégia adotada pela Microsoft nos lançamentos anteriores.

Mudanças

As mudanças já começam nas telas de configurações. Antes de finalizar a instalação o usuário escolhe algumas opções de rastreio e quais informações serão enviadas a Microsoft. Agora as informações estão mais completas e simples, deixando bem claro a intenção da gigante. Essa tática tem sido apreciada por muitos, visto que vários escândalos estão vindo ao público sobre uso e coleta de dados ilegais por parte de muitas empresas de softwares.

Fonte: BPV/Reprodução

Novidades

Essa versão tem alterações bastante significativas, por exemplo a opção de subsistema Windows para Linux ou distro Linux foram aprimoradas, agora é possível acessar arquivos da pasta raiz do sistema Linux instalado dentro do Windows. A assistente Cortana recebeu melhorias, agora ela se parece mais um app simples do sistema sendo possível até redimensionar seu formato. O app seu Telefone recebeu algumas modificações como a opção de conectar mais dispositivos. Em resumo simples grande parte das mudanças são de utilidade do sistema.

O painel de rede recebeu melhorias significativas onde é possível editar várias configurações de modo rápido. Por fim o gerenciador de tarefas recebeu um monitor de temperatura para GPU. Agora é possível saber se o disco instalado é SSD.

Notoriamente que existem mais mudanças, no entanto consideramos essas as principais, caso apareçam mais colocaremos aqui nesse artigo.

Inteligente e rápido!

Ao fazer buscar o Windows irá ignorar erros como por exemplo “powepont”, assim ele irá conseguir trazer os resultados corretos mesmo com alguns erros por parte do usuário.

O indexador da buscar não deixará mais o computador lento, pois o mesmo não será prioridade, isso vai passar a acontecer quando o computador estiver ocioso ou quando o uso de CPU chegar a 80% ou nesse caso disco chegar a 70% de uso.

Configurações de idiomas adicionais, melhores configurações para limitar a largura de banda quando o sistema faz download de atualizações, é possível definir um valor em Mbps. Áreas de trabalho virtuais com opções de personalização onde é possível adicionar nomes e emojis.

Recovery da Nuvem

A opção de restaurar Windows a parti de uma ISO limpa baixada dos servidores da Microsoft. Funciona da seguinte forma (função essa já existente em computadores macOs desde a versão Lion) ao ativar a função é mostrado duas opções a primeira pergunta se o usuário quer reinstalar local, assim o usuário poderá usar uma partição ou mídia física. A segunda pergunta se o usuário quer fazer o download da nuvem.

Fonte: BPV/Reprodução

Baixando da nuvem você tem duas vantagens, a primeira; ele irá baixar a mesma versão do Windows 10 presente na máquina, ou seja, rodando no seu PC (isso reduz problemas no seu PC). Segundo ele consome espaço em disco se realmente for necessário. Nesse método ele não irá baixar a última versão do Windows lançada assim como já mencionado ele baixa a versão que está sendo usada por você. Esse recurso existe desde as primeiras versões do Windows 10 lançada para o público a versão 1507 de 2015. Em 2016 um usuário encontrou tal função escondida até hoje data que a Microsoft disponibiliza para o público.

Onde baixar?

Nos canais oficiais, ou seja, Windows Update ou site da Microsoft. Essa atualização irá chegar para todos ou ser distribuída aos poucos agora no mês de março de 2020. No entanto já é possível baixar uma cópia direto no site do TechBench (MSDN). Recomendados você (usuário comum) a aguardar um pouco mais até lançar no próprio TechBench a versão .ISO final.

A padrão de arquivo a ser baixado no TechBench é ESD, assim você vai precisar de um programa para descompactar esse tipo de arquivo. Veja o vídeo abaixo para conseguir descompactar. Acesse o link abaixo para acessar o site do TechBench.

ESD

TechBench

Siga os passos da imagem abaixo para escolher a versão correta para download. Só preste atenção no campo “selecione a edição” nela escolha a opção Consumer, essa compilação vem todas as versões comuns do Windows 10, Home Pro, Education.

Como mencionado no vídeo acima você vai precisar ter esse programa aqui para transformar o arquivo baixado no TechBench para o formato .ISO. Baixe o Dism++ aqui. 

Depois de convertido basta criar um pen drive boot para formatar um PC.

Artigo sendo atualizado!

O artigo será atualizado de acordo com as informações veiculadas na mídia, tudo que for de interesse dos nossos leitores e que tenha a ver com Windows 10 20H1 será adicionado aqui.