Sempre vamos querer aproveitar o máximo do nosso computador, nesse artigo vamos abordar como configurar Windows para obter melhor desempenho. Nota; as dicas abaixo não são mágicas, no entanto você pode ter certeza que surtirá muito efeito, e você só saberá se testar os resultados.

Ajustes!

Se você estiver usando a versão 20H2 do Windows 10 ou superior, acesse configurações do computador>sistema>sobre, depois clique em “configurações avançadas do sistema”. Se você estiver usando outras versões do Windows o caminho é um pouco diferente, clique com botão direito do mouse no ícone de meu computador>propriedades> configurações avançadas do sistema.

Fonte: Internet

Na janela exibida navegue em avançado>configurações>efeitos visuais. Marque a opção “ajustar para obter melhor desempenho”. A aparência do Windows talvez não fique muito legal, o melhor é você testar para sentir os resultados, outra dica é ler sobre o que foi desativado, exemplo mostrar miniaturas em vez de ícones, isso será notado quando você entrar em pasta de fotos, as miniaturas ali não serão exibidas.

Fonte: BPV/Reprodução

Você também poderá adicionar um novo plano de energia ao seu sistema, para conseguir ativar esse novo plano de energia você precisará ter a versão do Windows 1803 ou superior.

Fonte: BPV/Reprodução

Assim abra o CMD como administrador, cole o comando abaixo e pressione Enter. Depois navegue no painel de controle>hardware e sons>opções de energia. Chamado de Desempenho Máximo essa função fornece melhor desempenho aos computadores de última geração (em notebooks essa função irá consumir mais bateria).

powercfg -duplicatescheme e9a42b02-d5df-448d-aa00-03f14749eb61

Desempenho gráfico

Se você joga, edita vídeos e fotos ou trabalha com render em 3D essa função será muito útil. Abra configurações>sistema>vídeo>configurações de elementos gráficos.

Fonte: BPV/Reprodução

Ative o botão assim como exibido na imagem abaixo, depois você poderá adicionar o arquivo .Exe do jogo ou programa que você quer que Windows otimize ele usando o poder gráfico de sua placa de vídeo. Lembramos que essa função só está disponível na versão 2004 ou superior do Windows 10, você também precisa estar com driver de vídeo nvídea/amd atualizado. Depois de configurar reinicie o PC para que as alterações surtam efeito.

Fonte: BPV/Reprodução

Essa funcionalidade permite que a própria placa de vídeo lide de maneira manual com a VRAM. Com isso, o sistema operacional deixa de ser responsável por essa tarefa, otimizando a performance e reduzindo a latência para o processamento e a renderização de imagens.

Apps

Muitos apps ficam rodando em segundo plano, além dos aplicativos que iniciam junto com sistema. Nem todos consomem muito recursos do PC, no entanto, você poderá desativa-los. Abra configurações>aplicativos>inicialização.

Fonte: BPV/Reprodução

Nessa guia você verá todos os aplicativos e processos que iniciam junto com sistema, assim desmarque os que impactam mais no Windows (lembre-se que alguns são importantes, nesse caso deixe como está). Note que o próprio Windows notifica abaixo do botão ativado/desativado que o app gera pouco ou muito impacto na máquina.

Ainda nessa guia digite no campo de pesquisa “aplicativos em segundo plano” ou se preferir navegue em configurações>privacidade>aplicativos em segundo plano. Na guia abaixo existe um botão que desativa todos os apps em segundo plano, no entanto, aconselhamos verificar um por um e desativar tal app cada um por vez.

Fonte: BPV/Reprodução

Para melhorar ainda mais a performance do sistema o usuário poderá desmarcar duas opções na guia de notificações. Acesse configurações>sistema>notificações e ações. Faça igual sugerido na imagem abaixo.

Fonte: BPV/Reprodução

Otimização de entrega

Por fim chegamos na otimização de entrega, essa opção é muito útil quando em sua residência ou local de trabalho existem várias máquinas rodando Windows 10, pois assim, se um sistema atualizar os outros computadores poderão atualizar também via rede local usando os arquivos de update do outro computador. Caso você não tenha outros computadores na rede com Windows 10, sugerimos desativar essa função.

Fonte: BPV/Reprodução

Ainda nessa mesma tela você poderá configurar o quanto de banda de rede o Windows poderá utilizar quando estiver baixando atualizações, para acessar essas configurações clique no link “opções avançadas”. Na tela seguinte mude os valores de download que Windows usa, observe que existem as opções em segundo plano e primeiro plano, configure de acordo com sua necessidade.

Desfragmentação!

Por fim chegamos ao ponto da desfragmentação do disco. Uma das principais causas de lentidão nos computadores, aconselhamos fazer uma desfragmentação para discos comum HD de 15 em 15 dias. Já para discos SSDs basta fazer a otimização do TRIM.

Recomendados o programa Defraggler, faça o download e instalação. No exemplo da imagem abaixo que fizemos uma análise em discos SSDs, na aba “Fragmentado” é exibido o quanto de fragmentos (arquivos fragmentados) existem nessa unidade (apenas 8%) o que nos leva a não desfragmentar essa unidade, apenas otimiza-la é o suficiente.

Do contrário se a taxa de arquivos fragmentados for alta, e você estiver percebendo que o disco está lento, copiando os arquivos com lentidão ou iniciando o Windows com um pouco mais de demora, caso decida a desfragmentação é a melhor opção, mas só não faça disso algo diário. Alertamos que discos SSDs realmente não precisam ser desfragmentados, a otimização é o suficiente. Veja no exemplo abaixo que usando o programa Defraggler, vamos forçar a desfragmentação do disco SSD, mesmo o programa alertando que não é recomendado.