Microsoft Compartilha Método Que Burla O TPM – Veja Como Ativar!

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Por essa ninguém esperava, a Microsoft ensinando como pular os requisitos do Windows 11 ao qual ela lutou tanto para impedir. Notoriamente que isso não significa que ela é a favor do método que vamos abordar abaixo.

Fonte: BPV/Reprodução

A pegadinha!

Não achou que a gigante daria isso de mãos beijada né? E é pra desconfiar mesmo. A Microsoft explica que “qualquer usuário que burlar por qualquer meio os requisitos do Windows 11 e ainda assim instalar o novo sistema, o mesmo ficará sem suporte, garantia e updates”.

Pegou pesado né? Então, mesmo ela ensinando como passar por alguns dos requisitos a sentença é essa, a pergunta é vale o risco? Confira abaixo como funciona o processo.[/vc_column_text][vc_video link=”https://www.youtube.com/watch?v=B3xllJudlV0″ css_animation=”fadeInLeftBig”][vc_column_text]

Registro

As alterações sugeridas pela Microsoft são feitas pelo registro do Windows, onde o usuário adiciona uma chave. O processo só irá funcionar para aqueles usuários que tentarem instalar o Windows 11 pelo assistente de instalação ou pela mídia de instalação via Setup. Se você vai utilizar alguns desses métodos mencionados acima, poderá alterar essa chave no seu sistema antes.

Abra o regedit, basta pesquisar na barra de endereços. Em seguida navegue pelo seguinte caminho; HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\Setup\MoSetup, clique na pasta Mosetup, agora ao lado direto na área branca clique com botão direito do mouse em novo>chave>valor DWORD32Bits. Se a pasta Mosetup não existir, basta cria-la clicando com botão direito do mouse na pasta Setup>novo>chave e nomeie ela MoSetup.

Nomeia ela com o seguinte nome sem aspas “AllowUpgradesWithUnsupportedTPMOrCPU”.

Fonte: BPV/Reprodução

[/vc_column_text][vc_column_text]Adicione o valor Hexadecimal 1 e clique ok, basta clicar duas vezes na chave criada.

Fonte: BPV/Reprodução

[/vc_column_text][vc_column_text]Pronto chave criada.

Fonte: BPV/Reprodução

[/vc_column_text][vc_column_text]

Qual efeito?

Segundo afirma a Microsoft, esse procedimento descrito acima, irá pular a verificação do TPM 2.0 em seu computador, no entanto, é necessário ter o módulo de TMP 1.2. A mesma chave também pula a verificação do processador. Depois disso o usuário poderá tentar instalar o sistema, no entanto, ainda existem um termo para que você aceite.

O termo deixa bem claro que a Microsoft a partir desse momento ficará isenta de responsabilidades, além disso também é exibido o seguinte aviso “seu PC não terá suporte, updates e poderá perder a garantia caso algo aconteça devido problemas de compatibilidade”.

Fonte: BPV/Reprodução

[/vc_column_text][vc_column_text]

Resumo

O tutorial acima está no site da Microsoft conforme os links abaixo confirmam. Nosso tutorial apenas descreveu de forma simples como fazer o procedimento, no entanto, não nos responsabilizamos por tal ação ou quaisquer problemas que possam ocorrer caso você tente instalar depois de aplicar a chave dentro do registro.

Fonte: Microsoft, Blog Windows [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.