Você suspostamente conhece os serviços Google Drive, OneDrive ou Dropbox. Esses serviços são serviços de armazenamento em nuvem que digo de nota são os melhores do mercado. No entanto a versão grátis desses serviços só suportam 15GB no máximo de espaço em Giga por conta, muto pouco visto que hoje um vídeo gravado no Smartphone consome mais de 500MB dependendo da resolução e tempo. Como dizia um certo programa “seus problemas acabaram” conheça o Firefox Send.

Ilimitado

Recentemente a Mozilla Firefox lançou um serviço grátis de compartilhamento de ponta a ponta muito seguro que proporciona espaço ilimitado sem custo para o usuário. Assim você pode fazer upload de arquivos de até 2,5GB, ou seja, cada arquivo não pode passar de 2,5GB. Mesmo assim você pode enviar quantos arquivos quiser.

Com usar o serviço?

Existem duas formas simples de usar o serviço. A primeira é usar o serviço sem criar uma conta. Clique aqui e acesse o serviço. Com site aberto você logo verá o botão “selecionar arquivos para enviar” clicando nele basta escolher um arquivo para começar a fazer upload, no entanto nesse método o usuário só pode enviar um arquivo com tamanho de 1GB no máximo, e quando o upload terminar você poderá compartilhar o link com apenas uma pessoa e o link só ficará online por 24 horas daí em seguida o link vai expirar e o arquivo irá sumir.

No segundo método onde o usuário cria uma conta o serviço fica ainda melhor, primeiro que você já pode enviar arquivos de até 2,5Gb, sem limite de uso. Assim como pode liberar o download para 100 pessoas por link, e por fim deixar o link online por até 7 dias corridos. Os benefícios de ter uma conta são claramente vistos, por exemplo você poderá ter acesso aos arquivos upados, e também poderá excluir eles na hora que desejar.

Fonte: BPV/Reprodução

Seguro

Os arquivos não ficam acessíveis para ninguém depois dos 7 dias corridos. Outro detalhe importante é que os arquivos são criptografados, e se o usuário quiser poderá adicionar senha nos arquivos upados dando ainda mais segurança.

Fonte: BPV/Reprodução